Algumas ideias…

… Os Evangelhos não narram um facto ou uma coisa: não contam como foi a Ressurreição de Jesus, porque não o podem fazer – é um Acontecimento que pertence à Vida de Deus-Pai. Os Evangelhos, o Novo Testamento testemunha uma Noticia, uma Boa-Noticia, uma Experiencia de Encontro Pessoal – com Jesus …

… Falamos de uma Experiência de Discípulos: o Ressuscitado não aparece aos governantes judaicos e romanos que o condenaram; o Reconhecimento exige uma História de Encontro, um Conhecimento desta pessoa, Jesus – são os discípulos, reunidos na Memória, que se podem abrir a esta Presença …

… O Novo Testamento está cheio de textos, Testemunhos de Encontro com o Ressuscitado: Pedro, Maria de Madalena e as mulheres, os Discípulos de Emaús, os Discípulos fechados em casa em Jerusalém, os Discípulos na Galileia, Tomé, Paulo… A Experiencia Pascal brota progressivamente como Re-União dos Discípulos, segundo diversos testemunhos e experiencias …

… Há algo de comum em todos os testemunhos pascais: os Discípulos têm dificuldade em acreditar, demoram tempo, é preciso testemunhos, provas, têm medo, não compreendem a morte tremenda do Mestre, discutem… para mim, é das maiores provas de autenticidade e verdade: o Encontro com o Ressuscitado é um Caminho, um Processo, uma Iniciação …

… Mas talvez a maior prova, possivel, de que houve uma Experiencia de Verdade e de Força são os próprios Discípulos: nasce um movimento, uma Re-União, que proclama a Ressurreição de um Homem da parte de Deus, o inaugurar das Promessas de Salvação, o início de uma Fraternidade que rompe as fronteiras de Israel …

… A Páscoa de Jesus já se inaugurou há 2 milénios, o Ressuscitado é o Dador de Vida para toda a Familia chamada Humanidade… somos nós, os Discípulos, quem estamos a fazer este Caminho de Reconhecimento, é a nossa Páscoa que está a acontecer… os textos do NT falam de nós, e do que o Ressuscitado está a querer fazer connosco …

… Essencialmente, o grande caminho que os Discípulos percorrem é o de ler e compreender o Sentido da vida, missão e morte de Jesus segundo as Escrituras, ou o Projecto de Deus com a Humanidade, Projecto de Salvação… Lêem as profecias, as intuições, promessas e esperanças do AT… Reconhecem a vida de Jesus na sua Força (Curas), no seu Anúncio (Salvação), na sua Intimidade Filial com Deus (Abbá)… e tudo começa a fazer sentido …

«Quando a Páscoa deixar de ser uma surpresa, deixa de ser Páscoa…
Não é um final feliz após uma história má…
Não é uma celebração da Igreja durante algumas horas para tudo regressar à normalidade…
Não é a lenta recuperação após uma operação dificil…
O NT não fala da Ressurreição de Jesus como um final feliz, mas como um novo recomeço…
É como se os escritores estivessem a dizer, ‘Eu sei que parece absurdo, mas é verdade’…
O Ressuscitado não é como uma estátua do Buda, sentado, não fazendo absolutamente nada enquanto pensa sobre absolutamente nada…
E nós perguntamos, como uma criança no final de uma longa viagem de carro, ‘já chegamos?’, ‘já estamos no novo mundo?’ A resposta é sim. Já vivemos no Tempo Novo enquanto o velho tempo continua à nossa volta e em nós… »
N.T.Wright, bispo anglicano de Durham, Páscoa de 2007
Anúncios

Sobre economiadasalvacao

Missionário Redentorista, a viver em V.N.Gaia ruipedro.cssr@hotmail.com
Esta entrada foi publicada em Mistério Pascal.... ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s